R. Joaquim Gouvêia, 421, Belo Horizonte, MG, Brazil, 31910-040
 

Lincoln Portela Homenageia o Pr. Martin Luther King Jr.

Compartilhe as redes

Como pastor batista há 44 anos, eu não posso me esquecer dos 50 anos passados da morte desse homem que lutou pelo direito de igualdade, completados no dia 04 de abril. Esse protestante foi, e é, merecedor de todas as homenagens.

Martin Luther King Jr. foi um pastor protestante, ativista político, que lutava pelos direitos dos negros. Nascido em 1929, o líder de etnia afro-americana, sempre protestou contra a segregação racial e fazia campanha pela paz e amor ao próximo, seja ele de que cor fosse.

Sua carreira teve início quando liderou o movimentou de boicote aos ônibus de Montgomery, após uma mulher negra ser presa por não ceder seu lugar no ônibus à uma mulher branca. A resistência de 1 ano e 16 dias acabou após a Suprema Corte Americana tornar ilegal a discriminação racial.

Não é à toa que até hoje as pessoas fazem citações suas para exaltar a igualdade entre os homens, a impotência dos bons, e a simplicidade que é chegar ao que realmente é justo.

Cito: “Cada dia é o dia do julgamento, e nós, com nossos atos e nossas palavras, com nosso silêncio e nossa voz, vamos escrevendo continuamente o livro da vida. A luz veio ao mundo e cada um de nós deve decidir se quer caminhar na luz do altruísmo construtivo ou nas trevas do egoísmo. Portanto, a mais urgente pergunta a ser feita nesta vida é: o que fiz hoje pelos outros?”

O Ph.D. em Teologia teve muitas lutas: fundou a Conferência de Liderança Cristã do Sul; liderou inúmeros movimentos em defesa da igualdade entre negros e brancos e pelo fim do preconceito; foi contra a participação dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã; e organizou a Campanha dos Pobres; dentre outros.

Por sua atuação política e social foi ameaçado de morte várias vezes e preso. Mas não desistiu. Fez diversos movimentos pelo direito ao voto, contra a segregação, pelo fim da discriminação e por igualdade. Esses movimentos eram sempre pacíficos. Afinal, desde sempre, nós batistas, nós cristãos sabemos que a oposição se aproveita de alguns baderneiros para culpar o movimento legítimo.

Em 1964 King recebeu o Prêmio Nobel da Paz por toda sua luta. No mesmo ano foi aprovada a Lei dos Direitos Civis nos EUA e, em 1965 a Lei de Direitos Eleitorais. Isso por causa de suas lutas pacíficas.

Como era odiado, foi assassinado em 1968 por segregacionistas do Sul. Em 1986, foi decretado feriado nacional nos Estados Unidos na terceira segunda-feira do mês de janeiro, o chamado Dia de Martin Luther King.

Quero também deixar claro para alguns que ainda procuram segregar, principalmente os cristãos evangélicos, que pelo menos 65% dos cristãos evangélicos brasileiros são afrodescendentes. Deixo isso bem claro, pois dizem que os evangélicos são racistas. Eu já vi falarem bobagem e asneiras, mas, como essa, pouco vi. Que Deus abençoe todos aqueles que são contra qualquer forma de segregação.

Deixe um comentário

Posts recentes

Siga-me

Youtube

Assine a nossa newsletter

Obrigado por assinar nossa Newsletter, preencha com seu e-mail e aperte enviar.